Comissão Organizadora/Executora

A estrutura organizativa do evento é composta por: Coordenação Geral, Comissão Organizadora e Comissão Científica, Comissão de Infraestrutura, Comissão de Lançamento de livros e exposição de livreiros, Comissão de Comunicação e Comissão de Secretaria.

 

4.1 Coordenação Geral:ProfªDrªCristiana Costa Lima (GSERMS-DESES/PGPP/UFMA)

 

4.2 Comissão Organizadora/ Executora:

Profª Drª Cristiana Costa Lima

Profª Drª Josefa Batista Lopes

Profª Drª Marina Maciel Abreu

Profª Drª Raimunda Nonata Santana

Profª DrªFranci Gomes Cardoso

Profª Drª Zaira Sabry Azar

Profª DrªJeovana Nunes Ribeiro

ProfªMs. Célia Soares Martins

Prof. Dr. Franklin Douglas Ferreira

ProfªDrªMariana Cavalcanti Braz Berger

 

4.3 Comissão Científica:

ProfªDrªMarina Maciel Abreu – Coordenadora (GSERMS/ PGPP/UFMA)

ProfªDrªIvete Simionato – UFSC

Profª DrªFranci Gomes Cardoso - (GSERMS/ PGPP/UFMA)

Prof. Dr. Ed Wilson Ferreira Araújo – DECOM/UFMA

4.4 Comissão de Infraestrutura:

ProfªDrª Jeovana Nunes –coordenadora (GSERMS-DESES/UFMA)

 

4.5 Comissão de Lançamento de livros e exposição de livreiros:

ProfªMs. Célia Soares Martins - Coordenadora (GSERMS-DESES/UFMA)

 

4.6 Comissão de Comunicação:

Prof. Dr. Franklin Douglas Ferreira (Observatório de Políticas Públicas – PPGPP/UFMA)

 

4.7 Comissão de Secretaria:

ProfªDrª Zaira Sabry Azar –Coordenadora (GSERMS-DESES/UFMA)

ProfªDrªMariana Cavalcanti Braz Berger (GSERMS/UFMA)

Apresentação

A proposta de realização da 1ª CONFERÊNCIA GRAMSCI, MARX E MARXISMO (1ª CGRAM) nasce a partir da dinâmica do Grupo de Estudos, Pesquisa e Debates em Serviço Social e Movimento Social – GSERMS. Criado em 1998, junto ao Departamento de Serviço Social – DESES da Universidade Federal do Maranhão, foi concebido e se consolidou como um grupo de orientação teórico-histórica marxista, sustentado em Marx, com ênfase no pensamento de Gramsci. É orientado pelas seguintes linhas de pesquisa: Fundamentos teóricos e históricos-metodológicos do Serviço Social e do Movimento Social; Função histórica do Serviço Social; Tendências atuais e perspectivas do Serviço Social no âmbito do movimento social na luta de enfrentamento da questão social; Lutas sociais no Maranhão - Campo/Cidade; Relação Estado/Sociedade Civil; Trabalho e sindicalismo; Partido político; Pensamento de Antônio Gramsci, mediante a verticalização dos estudos de suas obras, referenciados em Marx e em interlocução com o marxismo.

A dinâmica do grupo foi ampliada com a criação do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Debates: Gramsci, Marx e Marxismo – NEGRAM, no âmbito do GSERMS, cujo funcionamento foi iniciado em 2016 com o Ciclo de Estudos do pensamento de Gramsci, aberto a outros interessados para além do grupo. Com sessão mensal, o ciclo foi iniciado com leitura, fichamento e resenhas temáticas dos seis volumes dos Cadernos do Cárcere, traduzidos por Carlos Nelson Coutinho, Luiz Sérgio Henriques e Marco Aurélio Nogueira e publicado pela Civilização Brasileira, 1999, 2000, 2001, 2002.

A criação do NÚCLEO DE ESTUDOS, PESQUISA E DEBATES: GRAMSCI, MARX E MARXISMO - NEGRAM parte de um lastro histórico das pesquisadoras do GSERMS e de uma demanda colocada pelas transformações das relações de produção e de trabalho, com avanço da ideologia conservadora reacionária, em movimento contra revolucionário, em todo mundo e, especificamente na América Latina, com destaque para o Brasil[1]. E, ainda que nesse contexto o pensamento marxista, a partir de Marx, tenha sofrido significativo revés com a debandada de intelectuais para as teorias pós-modernas, a teoria crítica de Marx e marxista continua atual para a explicação da sociedade capitalista fundada nas relações de exploração, dominação e humilhação do capital sobre o trabalho, dos movimentos revolucionários e os contra revolucionários. Nesse sentido o pensamento de Gramsci se reafirma, no âmbito da atualidade do pensamento do fundador da “filosofia da práxis”[2], como o filósofo italiano se refere a Marx nos Cadernos do Cárcere; sempre exigindo aprofundamento no conhecimento e análise crítica de seu pensamento, com a verticalização do estudo de suas obras, tendo Marx como referência e fazendo a interlocução com o marxismo. E a denominação de “NÚCLEO DE ESTUDOS, PESQUISA E DEBATES: Gramsci, Marx e Marxismo - NEGRAM” decorre, exatamente, dessa concepção, expressando uma estratégia do GSERMS que demarca e procurará garantir que os estudos, pesquisas e debates sobre Gramsci assegurem a referência em Marx na interlocução com o marxismo, destacando-se nesse aspecto, György Lukács e Henry Lefebvre pela influência no Serviço Social brasileiro e no GSERMS.

É essa referência que anima o GSERMS, através do NEGRAM, a instituir em seu âmbito e na UFMA, a CONFERÊNCIA GRAMSCI, MARX E O MARXISMO e, com a realização da 1ª CGRAM, participar das comemorações, no Brasil e no mundo, do bicentenário de nascimento de Marx. Nascido em Tréveris, Alemanha, em 5 de maio de 1818, e morto, com 65 anos, no dia 14 de março de 1883, em Londres, Inglaterra, Marx deixou um valioso legado para a humanidade, expresso no conjunto de sua obra, reconhecido em todo o mundo, em sua importância e atualidade nos dias de hoje; e no qual se destaca O Capital: Critica da Economia Política, “originalmente publicado na Alemanha em 1867 e é considerado a mais profunda investigação crítica do modo de produção capitalista” (BOLETIM BOITEMPO, 2011), apesar da importância particular de todas as obras.

Com o tema GRAMSCI, MARX E O MARXISMO HOJE, a 1ª CONFERÊNCIA GRAMSCI, MARX E MARXISMO pretende ser um espaço de debate em torno da atualidade de Gramsci, de Marx e do marxismo nos dias de hoje; de articulação de estudiosos  pesquisadores da temática e militantes das lutas populares; e de sustentação permanente do pensamento crítico fundado na concepção histórica do mundo e do “dever ser”, conforme a orientação teórico-crítica desse campo de pensamento e prática. É um grande desafio, em um tempo de avanço do conservadorismo reacionário, em movimento contra revolucionário em todo mundo e, especificamente na América Latina, com destaque para o Brasil, onde um pacto do Judiciário e do Parlamento com a burguesia atrasada, mediado pelo monopólio midiático, desferiu o golpe de Estado de 2016; e este segue em curso, avançando na destruição dos fundamentos, ainda que burgueses, da chamada Constituição Cidadã, aprovada em Assembleia Constituinte de 1988, da Democracia, do Estado Democrático e de direitos básicos conquistados pela classe trabalhadora em sua luta histórica por direitos e emancipação.

 

[1]O país está, desde 2016, sob a vigência de um golpe parlamentar-jurídico-midiático que destituiu, através de impeachment, a presidente Dilma Vana Rousseff, eleita em 2014. Com o desfecho e a consolidação do golpe já está claramente demonstrado e comprovado que a justificativa para o impedimento foi forjada, mediante corrupção do parlamento, a sustentação do judiciário e a mediação da mídia tradicional. É uma expressão do fim do ciclo das lutas emancipatórias, iniciado na América Latina com a vitória da Revolução Cubana.

[2] “Uma filosofia da práxis só pode apresentar-se, inicialmente, em uma atitude polêmica e crítica, como superação da maneira de pensar precedente e do pensamento concreto existente (ou mundo cultural existente).” (GRAMSCI, 1999, p. 101).

Sobre São Luís

 

  • Hotéis e Pousadas    

    Quality Hotel Grand São Luís
    Av. Dom Pedro II, 299 – Centro Histórico.
    CEP: 65.010-450 - São Luís - MA.
    Fone (98) 2109-3500; Fax: (98) 3232-3535.
    Site: www.grandsãoluishotel.com.br; E-mail: reservas@grandsãoluis.com. br.

    Solare Bellagio Hotel
    Rua 28, Quadra 21, Lote 01, Ponta D’Areia.
    CEP: 65.077-347 - São Luís – MA; 
    Fone: (55  98) 4009 - 9595.
    Site: www.gruposolare.com.br
    E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.;

    Solare Suítes American.
    Av. dos Holandeses, Quadra 29, Lote 01, Ponta D’Areia.
    CEP: 65.071-380 - São Luís – MA; 
    Fone: (55  98) 4009 - 9494.
    Site: www.gruposolare.com.br

    E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.;
    San Fernando Hotel
    Av. Litorânea, 750 - Praia do Calhau, São Luís - MA,
    65071-337 - São Luís – MA;
    Fone: (98) 3878 6000 / (98) 988506998
    Site: www.sanfernandohotel.com.br
    E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.;

    Mercure São Luís Mont Blanc.
    Rua Monções, 01, Renascença II; 
    CEP: 65.075-780 – São Luís - MA;
    Fone: (98) 3303-1870
    Site: www.mercure.com.br
    E-mail: h3628-reaccor.com.br;

    Stop Way Hotel
    Avenida Mário Meireles (Rua 26, Quadra 20, Lotes 06-08), Ponta D’Areia 
    CEP: 65.077-640 – São Luís - MA;
    Fone: (98) 4009-7777
    Site: www.stopwayhotel.com.br

    Hotel Premier.
    Avenida dos Holandeses, 03, Ponta D’areia 
    CEP: 65.075-650 – São Luís - MA;
    Fone: (98) 3216-6666
    Site: www.hotelpremier.com.br/content/saoluis/

    Tulipinn.
    Tv. Litorânea, 46, Calhau 
    CEP: 65.076-170 – São Luís - MA;
    Fone: (98) 4009-2777
    Site: http://www.tulipinnpraiabella.com/pt-pt

    ALBERGUE E HOSTEL:

    Solar das Pedras Hostell
    Rua da Palma, 127, Centro. 
    CEP: 65.010-440 – São Luís - MA;
    Fone: (98) 32326694
    Site: http://ajsolardaspedras.com.br/site/

    Tijuana Hostel.
    Rua das Juçaras, 09, Quadra 43, Jardim Renascença 
    CEP: 65.075-230 – São Luís - MA;
    Fone: (98) 3303-7964
    Site: http://www.tijuanahostel.com.br/th/

    Porta da Amazônia
    Rua Vinte e Oito de Julho, 129, Centro 
    CEP: 65010-680 – São Luís - MA;
    Fone: (98) 3182-8787
    Site: http://www.portasdaamazonia.com.br/

    SITE COM PESSOAS QUE ALUGAM QUARTOS

    https://www.airbnb.com.br/

    Observação: site que necessita de cadastro. Ao fazer o cadastro, a pessoa entra em contato com o anfitrião e efetua o pagamento!